Couve para os Equídeos (e seus proprietários)

Esta é uma receita caseira muito antiga, que consiste em aplicar uma cataplasma de folhas de couves. Primeiro passa-se as folhas pelo ferro de engomar, para amolecer e facilitar a libertação das propriedades benéficas sobre a pele devido ao vapor. Depois rapidamente aplica-se sobre a zona desejada como, por exemplo, uma contusão, um corte, feridas ou problemas nas articulações e fixa-se com ligaduras deixando ficar as folhas da couve várias horas, repetindo o tratamento uma a duas vezes ao dia. Os princípios fitoterápicos da folhas são oriundos dos chamados “metabolitos secundários” dos vegetais. Estes são formados depois que as substâncias indispensáveis para a sobrevida da planta, “os metabolitos primários”, já estão presentes na planta, em quantidades suficientes. São substancias formadas a partir do que excede o que é primário para a sobrevida da planta, para uma fase em que a planta precise se defender e/ou evitar predadores. Os metabolitos secundários são os chamados polifenois, terpenos, alcaloides, antocianinas, etc. Estas substancias funcionam muito bem quando em conjunto, pois se potencializam mutuamente. Individualmente já não são tão ativas. Esta é a característica do fitoterápico: a sinergia de todas as substancias produzidas por determinado vegetal.

Julga-se mesmo que na antiguidade em algumas civilizações as couves eram utilizadas somente com o fim medicinal e não gastronômico. Nas antigas civilizações da Grécia e Roma costumava-se comer couve antes de uma refeição farta, ou simplesmente para prevenir doenças do estômago ou uma indisposição.

No caso dos equídeos é muito salutar oferecer algumas folhas de (algumas linhagens) couve para desintoxicar / refrescar os intestinos.

Cataplasma e Compressas

Dando continuidade aos tratamentos tradicionais, então vamos relembrar e resgatar o uso das compressas e cataplasmas.
Compressas são feitas com panos ou ataduras embebidas em água ou nos preparados de plantas medicinais (chás, sucos, macerados) e aplicadas diretamente no local afetado. Pode ser quente ou fria.


Cataplasma

Banhos com chás cicatrizantes ou revulsivos.

Compressas frias ou mesmo geladas. São indicadas para quando se sofre uma torção, ou uma contusão (batida). Esta evitará ou reduzirá o edema (inchaço) ou hematoma (roxo) que é comum formar nesta situação e ajuda a diminuir a dor.

Compressas nos olhos para tirar ou diminuir as olheiras também são recomendadas frias ou levemente geladas, e a planta mais indicada para isto é a camomila.

As compressas quentes são indicadas quando existe edema (inchaço) e/ou dor. E você pode fazer compressas em várias partes do corpo, desde articulações, músculos, nas costas, no pescoço, membros, etc. Apenas a compressa quente já é indicado para aliviar dores e ajudar o organismo na diminuição do edema, mas você pode preparar um chá com uma planta indicada e depois mergulhar a toalha neste preparado, torcer e aplicar no local afetado. A arnica é a mais indicadas nos casos de contusões e dores musculares e a arruda é a mais indicada para as dores nas articulações. Mas podem ser usadas varias outras plantas, dependendo do local, tipo e gravidade da lesão.

Cataplasma consiste na aplicação sobre a pele de uma substância pastosa, frequentemente, entre dois panos. Na forma mais comum são feitos de farinha ou fubá, ou ainda de argila. Podem ser adicionadas plantas medicinais ou óleos vegetais. Os cataplasmas podem ser também aplicados quentes ou frios.

A argila pode ser aplicada diretamente na pele, em geral é usada fria, mas pode ser usada morna. Pode-se fazer um chá da planta indicada, coar e usar o chá para colocar no pó da argila.

No cataplasma de farinha ou fubá podem ser feitos apenas com as referidas farinhas , ou pode-se adicionar chá da planta indicada e depois ir acrescentando a farinha ou fubá e mexendo até obter uma massa na consistência de polenta. Coloca-se então numa toalha ou pano do tamanho da área em que se vai aplicar , dobre ou cubra com outro pano e aplica-se no local. A temperatura deve ser suportável e confortável , sem queimar a pele, se tiver muito quente pode-se colocar mais toalhas entre o cataplasma e a pele até ficar agradável, e a medida que for esfriando vai-se tirando as tolhas de forma a ir mantendo a temperatura desejada

Cataplasmas, assim como as compressas, são bons para dores musculares e articulares, para relaxar a musculatura, para inflamações, também são bons para dores abdominais e cólicas menstruais. Para cada caso pode-se usar uma planta adequada. Este tipo de tratamento é muito eficaz e muito agradável, é muito /infecções importante que seja resgatado. O cataplasma se presta muito bem a dissipar inflamações e faze-las abcedar (vir a furo).

Nos equídeos, os cataplasmas também vão muito bem em dores tendineas e de periósteo. Em alguns casos de laminite (popularmente conhecido como aguamento),temos tido muito bom resultado com cataplasmas de couve na temperatura adequada.

Um outro tipo de couve, a couve brócolis, popularmente conhecida apenas com Brorcolis, é uma hortaliça rica em vitamina C, importante para o sistema imunológico e absorção do ferro; vitamina A.

O brócolis é um vegetal da família Brassicaceae (crucíferas), da qual também fazem parte a couve-flor, o repolho, a couve de bruxelas, a couve e o nabo. Pode usualmente ser utilizado em diversos tipos de preparações como molhos, recheio de massas e tortas, sopas, cremes, refogado, gratinado, ou no vapor.

No tocante a nutrição, é uma hortaliça rica em vitamina C, importante para o sistema imunológico e absorção do ferro; vitamina A, essencial para visão e reprodução; fibras, necessárias para o bom funcionamento do intestino; cálcio, que participa da mineralização de ossos e dentes, além da regulação da pressão sanguínea; e ácido fólico, importante para a replicação celular e bom funcionamento do sistema nervoso e imunológico.

Os carotenóides presentes em grandes quantidades no brócolis são o betacaroteno, luteína e zeaxantine. Estes são poderosos antioxidantes que podem ajudar a prevenir certas doenças relacionadas com o envelhecimento. Estes antioxidantes neutralizam os radicais livres, que causam danos às células saudáveis. Adicionalmente, algumas pesquisas já evidenciaram que o consumo desta hortaliça pode combater vários tipos de tumores, além de minimizar os riscos de problemas oculares, reduzir o colesterol sérico e prevenir doenças cardiovasculares.

Por apresentar os compostos bioativos já descritos anteriormente, os nutrientes contidos no brócolis pode evitar a formação ou ainda frear o desenvolvimento de vários tipos de enfermidades, incluindo de estômago, esôfago, pulmão, faringe, útero, pâncreas e cólon. Ele é rico em substâncias que estimulam a produção de enzimas que combatem a formação tumoral.

Um estudo conduzido em Shapiro et al. (2001) nos Estados Unidos revelou que homens que consumiam duas ou mais xícaras de brócolis por semana, apresentavam uma diminuição de 44% na incidência de câncer de bexiga, quando comparados com aqueles que comiam menos de uma porção por semana. A principal substância presente nesta hortaliça responsável por este efeito benéfico é o glucosinolato. Outra pesquisa realizada por Takai et al. (2003) em Tóquio, no Japão, evidenciou que as propriedades nutritivas do brócolis podem bloquear o crescimento de células de melanoma, tumor muito comum em equídeos de pele branca e/ou mucosas brancas (olho, mento, região perianal e vulvar).

Outros legumes da família do brócolis, como o repolho, a couve-flor e a couve de bruxelas também apresentam propriedades similares as desta hortaliça. É importante ressaltar que para que estes benefícios ocorram, o consumo do brócolis deve ser regular, em longo prazo e aliado aos hábitos de vida saudáveis. No caso dos equídeos, isto quer dizer: Exercícios regulares, boa alimentação e em quantidades adequadas e higiene do local que deve estar sempre limpo para evitar o assedio de insetos e roedores. Não esquecer de limpar os cascos pelo menos 1x/dia.

Como vimos, uma porção diária de qualquer um dos vegetais (frescos) listados acima – Familia Brassicaceae (crucíferas), pode substituir com vantagens e de forma natural, os complexos vitamínicos e minerais, além de serem ricos em fibras que para o intestino dos equideos ( e dos proprietários destes) é muito interessante.


Melanoma – região perineal

Animal albino –
sensíveis a tumores nas regiões despigmentadas.